domingo, 11 de junho de 2017

Keith Jarrett – “In The Light” – ECM 1033/34


Keith Jarrett
“In The Light”
ECM 1033/34

ECM 1033

1 – Metamorphosis – 19:19* - A
2 - Fughata for Harpsichord – 2:56 - B
3 – Brass Quintet – 20: 53 - C

ECM 1034

1 – A Pagan Hymn – 7:27 - A
2 – String Quartet – 16:37 - B
3 – Short Piece for Guitar and Strings – 3:52 - C
4 – Crystal Moment - 4:54 - D
5 – In the Cave, In the Light – 12:18 - E


ECM 1033

A.
Will Freivogel – Flute.
String Section of the Sudfunk Symphony Orchestra, Stuttgart, dirigida por Mladen Gutesha.

B.
Keith Jarrett – Piano.

C.
The American Brass Quintet (Eric Reed.John Rojak,Kevin Cobb, Louis Hanzlik, Michael Powell)

ECM 1034

A.
Keith Jarrett – Piano

B.
The Fritz Sonnleitner Quartet (Fritz Sonnleitner/Violin, Gunter Klein/Violin, Siegfried Meinecke/Viola, Fritz Kiskatt/Cello)

C.
Ralph Towner – Guitar
String Section of the Sudfunk Symphony Orchestra, Sttutgard, dirigida por Keith Jarrett.

D.
Piece for four Celli and two Trombones/ (Sudfunk Symphony Orchestra, Stuttgard).

E.
Keith Jarrett . Piano, Gong, Percussion.
String Section of the Sudfunk Symphony Orchestra, Sttuttgart, dirigida por Keith Jarrett.

Duração: 01:30:49
Ano: 1974
Edição: LP/CD



Manfred Eicher e Keith Jarrett


Nota: Gravado em Fevereiro de 1973 por Kurt Rapp, Martin Wieland e M. Scheuermann. Produzido por Manfred Eicher e Keith Jarrett, Cover Design e Layout de B & B Wojirsch. Fotos de R. Truckenmuller (capa) e Georgyves Braunschweig.

Todos os temas deste duplo álbum foram compostos por Keith Jarrett. 


Este trabalho de Keith Jarrett oferece-nos um texto do músico/compositor, que nos relata o nascimento e construção das diversas peças que constituem este duplo álbum/cd. Se na época da sua edição, Manfred Eicher já tivesse criado a ECM New Series, este trabalho discográfico seria certamente incluído nesse selo, mas como ainda vinha longe o nascimento da outra faceta da ECM Records e o encontro do produtor alemão com o compositor Arvo Part, “In the Light” de Keith Jarrett surge assim naturalmente na edição da ECM Records, estávamos no ano de 1974 e a editora de Munique começava a dar os primeiros passos como referência no universo da edição musical, recorde-se que este era o trigésimo segundo trabalho com o selo da ECM - European Contemporary Music, começando a expandir os seus horizontes e a derrubar fronteiras musicais.